abril 2, 2015

Acne Infantil

Acne infantil -  Doença - Dermatologia

 

A acne costuma afetar 80% dos jovens durante a puberdade. Mas o que fazer quando a doença atinge também as crianças? É a acne infantil, que pode acometer a criança logo nos primeiros anos de vida, uma vez que neste período os hormônios estão em fase de transição. Boa parte dos casos de acne infantil se deve à puberdade precoce — que é caracterizada pelo surgimento dos primeiros sinais de amadurecimento sexual, antes dos oito anos de idade em meninas e dos nove anos em meninos. Situação em que é necessária a intervenção médica não só do dermatologista, mas também do endocrinologista.

A acne costuma ser menos persistente em crianças e desaparece de modo gradativo em cerca de três anos. Porém, o acompanhamento com o dermatologista é indispensável. O processo de formação de espinhas em crianças é similar ao dos adolescentes. Há o entupimento de uma estrutura chamada folículo piloso, onde são gerados os pêlos, e uma conseqüente liberação do sebo para a superfície da pele, levando a formação de pápulas e pústulas.

O tratamento da acne infantil, quando necessário, pode ser oral ou tópico, conforme a gravidade do caso. Quando ocorre na puberdade, a doença é chamada de acne juvenil. Somente na adolescência o problema é classificado como acne verdadeira ou acne vulgar.

 

Compartilhar: / / /
Destaques
cirurgia.net
Recomendações