abril 9, 2015

Açúcar: O vilão do século XXI

Açúcar: O vilão do século XXIA verdade, às vezes, é amarga, mas o vilão do século XXI – acredite, é bem doce! Esse nosso velho conhecido, que antes figurava como o mais desejável de todos os sabores, está agora sendo visto como um forte inimigo da saúde. Pesquisas recentes mostram que o açúcar está associado à várias doenças como obesidade, diabetes, cardiovasculares e, até mesmo ao envelhecimento dacutâneo.

 

Puro, brando e mortal: assim foi classificado, pelo Dr. John Yudkin, nutricionista internacionalmente conhecido, do Queen Elizabeth College de Londres. O açúcar é composto por glicose, que é metabolizada por todas as células do corpo; e por frutose, esta processada pelo fígado. Em experimentos realizados em rartos de laboratório, foi observado que, quando os animais ingeriam altas quantidades de frutose, o fígado convertia grande parte desse monossacarídeo em gordura e, em conjunto, parecia reduzir, também, a resistência à insulina – o que pode estar relacionado a um conjunto de de doença.

 

“O açúcar é um veneno e deveria ser considerado tão ruim e viciante quanto o cigarro e o álcool”, afirma Robert Lusting, especialista em desordens hormonais e obesidade infantil – da Escola de Medicina da Unibersidade da Califórnia. E Lusting não está se referindo apenas ao açúcar refinado, conhecido como sacarose, mas também ao xarope de milho, rico em frutose (HFCS) – um adoçante encontrado nos refrigerantes cabonatados, néctares, xaropes, geleias e outros produtos adoçados.

 

Existem algumas evidência de que a ingestão de açúcar, em demasia, pode provocar até mesmo o surgimento de câncer. Isso porque o excesso de insulina promove o crescimento tumoral, e a maioria das células malignas dependem de insulina para crescer e ese multiplicar. Entnao, quanto mais insulina circular no sangue, mais facilmente o câncer de desenvolve.

E como o açúcar pode afetar nossa pele? A resposta está em processo chamado de glicação. A glicação ocorre quando uma molécula de, em excesso (por aumento da ingestão ou por lentidão do metabolismo da glicose), adere a uma molécula de proteína, como o colágeno e a elastina, responsáveis pela firmeza e elasticidade a pele. A partir desse processo são formados os AGEs, caracterizados por um complexo de açúcar e proteínas rígidos que altera as estruturas dessas proteínas e impedem o desempenho eficiente de seus papéis mais importantes  no organismo. Na pele, o resultado é o aparecimento de rugas e flacidez.

 

A preocupação com a alimentação ganhou grande espaço em nossas vidas nos últimos tempos. Porém, apesar de todo o nosso esforço para seguir à risca uma alimentação saudável, na maioria das vezes não conseguimos afastar de forma eficaz o que realmente faz mal. Enquanto não surgem mais estudos, vale a pena seguir as sugestões dos pesquisadores, mantendo uma dieta rica em frutas e vegetais e, ao mesmo tempo, com pouca gordura, sal, carne vermelha e, claro, maneirar no açúcar!

 

 

Fonte: Texto do encarte Angélica em Revista (Manaus set/11) e texto do blog Glicação e envelhecimento da pele: Entenda esse processo – Francesconi Dermatologia (maio/10)

Compartilhar: / / /
Destaques
cirurgia.net
Recomendações