abril 2, 2015

Celulite

Informações e dicas sobre a celulite. Tratamento dermatológicoCelulite é uma das principais queixas da mulher moderna.

Tecnicamente chamada de lipodistrofia ginóide, esta alteração da pele pode atingir até 95% das mulheres e leva a diversas irregularidades que comprometem a aparência harmônica da pele.

Mas por que as mulheres são mais acometidas pela celulite?

 

Celulite é uma alteração fisiológica da hipoderme, a camada mais profunda da pele. Esta camada é composta por células de gordura e finos septos fibrosos. A celulite é o resultado de acúmulo irregular de líquidos na hipoderme, resultando nas incomodas irregularidades.

Celulite é o resultado do acúmulo irregular de líquidos na hipoderme

Celulite está associada a fatores hereditários.

A principal causa está relacionada ao hormônio estrogênio, presente principalmente nas mulheres. Em épocas onde há aumento na produção desse hormônio, como gravidez, amamentação, menstruação, pré menopausa e no uso de anticoncepcionais, a celulite pode se agravar.

A falta de atividade física e uma dieta inadequada rica em gorduras, também irão contribuir para o surgimento das estrias.

As regiões mais atingidas pela celulite são:

abdomem, quadris, culotes, nádegas, coxas e pernas.

Como a celulite é classificada?

Grau 1: As depressões só são percebidas quando a pele é comprimida. Pode aparecer até mesmo nas crianças, sendo mais comum nas adolescentes.
Grau 2: As depressões já são percebidas sem comprimir a pele. Passando a mão sobre a pele, já se percebe uma ondulação, sendo possível sentir alguns nódulos.
Grau 3: Os nódulos são bastante perceptíveis e têm consistência endurecida, demonstrando que já houve formação de fibrose. Pode haver dor local.

 

Mas enfim, existe tratamento para a celulite?

A resposta é sim.

Inicialmente, deve-se fazer uma avaliação clínica detalhada, para poder optar pelo método de tratamento mais adequado.

Algumas vezes, é preciso combinar mais de uma técnica para o tratamento adequado

Compartilhar: / / /
Destaques
cirurgia.net
Recomendações