abril 2, 2015

Esporte e pele saudável

A prática dEsporte e pele saudávele esportes e atividades físicas em academias fazem parte da vida moderna. Exercícios físicos quando realizados de forma errada, sem os equipamentos adequados ou em demasia, podem resultar em danos corporais dos mais diversos. A pele é um dos órgãos que mais sofre e o dermatologista se torna impressindível na prevenção e no tratamento dessas dermatoses.

A corrida está entre as atividades esportivas mais praticadas nos dias de hoje. O uso de calçados inadequados leva comumente ao surgimento de lesões traumáticas nas unhas dos pés, enquanto que a prática exagerada do cooper aumenta a chance de formação de bolhas, fissuras e surgimento de micoses, que chegam a 30% dos participantes de maratona.

Atletas de alta performance, ao perderem taxa de gordura corporal, podem evoluir com lipodistrofia (perda da gordura) facial, o que lhes confere uma fisionomia cansada e uma aparência mais velha.

A prática de esportes aquáticos, pelo contato demorado com a água, pode desencadear xerose (ressecamento) da pele, principalmente em água morna. Diversos tipos de infecções cutâneas podem ocorrer, especialmente em piscinas mal cuidadas. E problemas de pele como alergias podem resultar do contato com os equipamentos (ex: óculos, touca, nadadeiras) usados durante a atividade esportiva.

Já os esportes realizados ao ar livre expõem os seus praticantes à radiação ultravioleta emitida pelo Sol. Esta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer de pele. A proteção solar inadequada também acelera o processo de envelhecimento cutâneo e afeta a qualidade dos cabelos, tornando-os ressecados e quebradiços.

Antes de realizar esportes ao ar livre procure um dermatologista para receber orientação adequada. Ao surgirem lesões na pele evite auto-medicação e procure um especialista.

Compartilhar: / / /
Destaques
cirurgia.net
Recomendações