setembro 13, 2015

Estrias: da formação ao tratamento

As estrias atingem 60% das mulheres e costumam surgir principalmente na adolescência e na gravidez.

As áreas em que elas surgem com mais freqüência são: nádegas, abdômen e mamas.

A formação da estrias pode ser facilmente entendida se imaginarmos um elástico muito esticado, que quando volta ao seu tamanho natural, apresenta-se não mais liso, mas sim repleto de ondulações. O mesmo ocorre com nossa pele. Se ela esticar demais, seja devido ao crescimento, à gravidez ou ao aumento de peso, as fibras elásticas localizadas na pele rompem-se e formam um “corte”, como se fosse uma ruptura do elástico.

Ganho de peso, gravidez e o estirão da adolescência

são as principais causas de estria

Como evitar o surgimento de estrias?

  • Hidratação intensa da pele, principalmente em pessoas com histórico familiar de estrias e que estejam em fase de crescimento intenso ou aumento de peso.
  • Deve-se beber pelo menos 8 copos de água por dia (cerca de 2 litros)
  • Evitar engordar demais e rapidamente.

As estrias se não tratadas são lesões irreversíveis

A boa notícia é que com tratamento, as estrias podem ser amenizadas e em alguns casos sumir

Quais são os tratamentos para estrias?

Os tratamentos de estrias servem para recuperar as fibras elásticas da pele, regenerar o colágeno e melhorar a superfície da pele.

  1. Peelings – são utilizados para recuperar a aparência normal da pele e estimular a formação de colágeno e fibras elásticas;
  2. Subcisão – é utilizada nas estrias mais profundas e marcadas;
  3. Microdermoabrasão – é utilizada para regularizar a superfície da pele em casos selecionados;
  4. Microagulhamento – é um dos tratamentos mais populares da atualidades por seus rápidos efeitos;
  5. Intradermoterapia – é a aplicação de substâncias abaixo das estrias. No Brasil a técnica mais utilizada é com ácido hialurônico;
  6. Laser de CO2 fracionado. O ideal é que as estrias sejam tratadas no início, quando ainda estão vermelhas, pois os resultados são melhores;
  7. Laser – outros tipos de laser também podem ser utilizados no tratamento das estrias para melhora da cor e textura.
Compartilhar: / / /
Destaques
cirurgia.net
Recomendações